Platibasia


Última atualização: 04/03/2020, Dr. Miguel B. Royo Salvador, número de registro médico: 10389. Neurocirurgião e Neurologista.
 

Definição

A Platibasia (PTB) é uma anomalia óssea, que consiste no achatamento da base do crânio, que se visualiza por meio da abertura do ângulo basal de Boogard. O valor normal deste ângulo oscila entre 115º e 140º. Existe platibasia quando o ângulo supera os 140º. Também podem ser considerados outros ângulos de referência, por exemplo, o de Bull (o normal é de 13º).

Geralmente, tal anomalia está relacionada à Invaginação Basilar. No entanto, a Platibasia pode se apresentar sozinha, assim como ocorre com a Invaginação Basilar, que pode se apresentar sem Platibasia.

 


Sintomas

A Platibasia por si só não tem uma sintomatologia específica. Os sintomas somente são observados quando a Platibasia está acompanhada do diagnóstico de Invaginação Basilar ou de outras malformações relacionadas, como a Síndrome de Arnold Chiari I.

 


Causas

– Segundo as teorias convencionais:

Geralmente, se diz que a causa da Platibasia é desconhecida.

– Segundo o método médico Filum System®:

De acordo com a teoria do Dr. Royo Salvador, a Platibasia se deve a um mecanismo congênito de falta de sincronia no crescimento, na fase embrionária, da medula e da coluna. Devido a uma força de tração medular anormal, transmitida a partir da região sacra, pelo filum terminale, que chega até a massa encefálica. Tal força pode determinar uma alteração no vértice do ângulo basal do encéfalo: quando este se abre, ocorre a Platibasia.

 


Doença do Filum

O Dr. Royo Salvador (1992), com a sua tese de doutorado, comprovou que várias patologias de causa desconhecida, como a Síndrome de Arnold Chiari I, a Siringomielia e a Escoliose idiopáticas, a Platibasia, a Invaginação Basilar, a Retroflexão do Odontóide e a Angulação do tronco cerebral têm a mesma causa, a tração da medula espinhal e de todo o sistema nervoso, e por isso todas fazem parte de um novo conceito de enfermidade, denominada Doença do Filum.

A força de tração sobre todo o sistema nervoso, que caracteriza a Doença do Filum, se apresenta em todos os embriões humanos. Por isso, em maior ou menor medida, todos sofrem as suas consequências, sendo que estas se manifestam de formas e intensidades muito variadas.

Existem outras enfermidades, que têm a mesma causa e por isso estão relacionadas à Doença do Filum, como as hérnias de disco vertebrais, algumas síndromes de insuficiência vascular cerebral, as síndromes da faceta articular e de Baastrup, a Fibromialgia, a Fadiga crônica, a Enurese noturna, a incontinência urinária e as paraparesias acentuadas.

Para definir o diagnóstico, orientar o tratamento e o acompanhamento da Doença do Filum, se criou um método médico: o Filum System®.

 


Tomografia axial computadorizada

Para se fazer o diagnóstico e o acompanhamento da Platibasia, é preciso fazer uma Tomografia axial computadorizada para a visualização do crânio.

Pode ser que o diagnóstico seja realizado também com uma Ressonância Magnética – RM encefálica ou craniana -, mas, uma vez detectada tal malformação, se indica a realização de uma tomografia para o acompanhamento ótimo da mesma.

 

Fig. 1 Imagem de Platibasia em uma tomografia.

 

Fig.2 Imagem de Platibasia em uma RM.


Fatores de risco

A Platibasia é uma malformação congênita, de nascimento.

 


Complicações

Não foram observadas complicações em pacientes apenas com Platibasia. Já quando esta está relacionada à Invaginação Basilar, é possível apresenta-las

 


Tratamento

Convencionalmente, em diagnósticos somente de Platibasia, não se indicam tratamentos médicos nem neurocirúrgicos.
No entanto, se a Platibasia estiver acompanhada de outras malformações da charneira crânio-cervical, dependendo da natureza das mesmas, se recorre atualmente a procedimentos neurocirúrgicos muito complexos, invasivos e que implicam um alto risco de morbidade e de mortalidade por suas complicações (além das que estão relacionadas às patologias em si).

Por exemplo, se a Platibasia se apresentar juntamente com a Síndrome de Arnold Chiari I, se procede a craniectomia e a descompressão suboccipital. No entanto, se a Platibasia estiver relacionada à Invaginação Basilar, se pode aplicar a ressecção das odontóides com instrumentação crânio-cervical.

Desde 1993, com a publicação da tese de doutorado do Dr. Royo Salvador, na qual se diz que a tração caudal de todo o sistema nervoso pelo Filum terminale é a causa da Platibasia – entre outras patologias -, foi criado um tratamento etiológico, já que, ao se seccionar cirurgicamente o Filum terminale, se elimina a força de tração medular caudal responsável por tal anomalia.

Se a Platibasia não estiver isolada, mas acompanhada da Invaginação Basilar, da Síndrome de Arnold Chiari I ou de outras enfermidades (que têm a mesma causa, ou seja, uma tração caudal anômala), se recomenda a Secção do Filum terminale, segundo a técnica própria e exclusiva, criada e incluída no método do Filum System®.

 


A Secção do Filum Terminale

 

Vantagens

 

1. Elimina a causa da Platibasia.

2. Com a técnica cirúrgica minimamente invasiva própria do ICSEB, o tempo cirúrgico é de 45 minutos. Poucas horas de internação hospitalar. Anestesia local. Pós-operatório curto e sem limitações. Sem internação na Unidade de Terapia Intensiva. Sem transfusões de sangue.

3. Sua aplicação tem 0% de mortalidade e não deixa sequelas.

4. Melhora os sintomas e detém a evolução das patologias relacionadas à Platibasia.

Com a secção do Filum terminale se elimina a tensão sobre a medula espinhal, desaparecendo assim a força procedente do Filum terminale, que gera as curvaturas. Com certeza, a simples secção deste ligamento interrompe a força que atua sobre a medula espinhal e esta deixe de enviar estímulos de flexão à coluna vertebral, detendo, assim, o processo de tração.

 


Referências bibliográficas

 

  1. Dr. Miguel B. Royo Salvador (1996), Platibasia, impresión basilar, retroceso odontoideo y kinking del tronco cerebral, etiología común con la siringomielia, escoliosis y malformación de Arnold-Chiari idiopáticas (PDF). REV NEUROL (Barc); 24 (134): 1241-1250
  2. Dr. Miguel B. Royo Salvador (1997), Nuevo tratamiento quirúrgico para la siringomielia, la escoliosis, la malformación de Arnold-Chiari, el kinking del tronco cerebral, el retroceso odontoideo, la impresión basilar y la platibasia idiopáticas (PDF). REV NEUROL; 25 (140): 523-530
  3. M. B. Royo-Salvador (2014), “Filum System® Bibliography” (PDF).
  4. M. B. Royo-Salvador (2014), “Filum System® Guía Breve”.







Fale conosco

Institut Chiari & Siringomielia & Escoliosis de Barcelona

O Departamento de Português está à sua disposição para esclarecer todas as suas dúvidas.

Todas as consultas recebidas por meio deste formulário ou pelas contas de e-mail do 'Institut Chiari & Siringomielia & Escoliosis de Barcelona', são encaminhadas à nossa equipe médica. As respostas são supervisionadas pelo Dr. Miguel B. Royo Salvador.

Horário de atendimento

Segunda-feira a Quinta-feira: 9-18h (UTC+1)

Sexta-feira: 9-15h (UTC+1)p>

Sábado e domingo: fechado

icb@institutchiaribcn.com

Atenção 24 horas

pelo nosso formulário web

+34 932 066 406

+34 932 800 836

+34 902 350 320

Assessoria Legal

Normativa Jurídica

Advertência jurídica

Endereço

Pº Manuel Girona 16,

Barcelona, España, CP 08034